VEJA TAMBÉM:

cozinha

Hortas e jardins: paisagismo funcional e autossustentável, paisagismo produtivo, e PANCS. Vem conhecer!

Paisagismo produtivo

Vem conhecer o paisagismo que dá um up no seu almoço!

Quando, em 1500, Pero Vaz de Caminha escreveu ao rei de Portugal: “em se plantando, tudo dá”* acertou no verbo, errou no resto. Afinal, as plantas daqui - uma luxúria verde - não existiam na Europa. As plantas de lá demoraram muito pra crescer aqui. Em 1532, Martim Afonso de Souza plantou trigo em São Vicente. Segundo relatos, as plantas davam flores, mas murchavam sem grãos. E ainda hoje, muita gente planta ervas, folhagens e flores europeias nos jardins. Mas existe um movimento - luxuosíssimo ;-) - de resgate de nossa biodiversidade, e outro, paralelo, de paisagismo produtivo.

Paisagismo autossustentável

No BBB16, o jardim foi criado por Ricardo Cardim, mestre em botânica. Ricardo critica os paisagistas que seguem tendências estéticas que vêm de fora e encaram o jardim apenas como decoração. De acordo com o botânico, 90% dos jardins brasileiros são feitos com espécies exóticas.

“Nós temos a maior diversidade em espécies do mundo e importamos plantas invasoras, que causam desequilíbrios no nosso ecossistema. As pessoas precisam conhecer a beleza da Mata Atlântica e perceber que as espécies nativas também podem ser ornamentais”, afirma Cardim. Na casa do BBB16, ele usou plantas típicas da região – algumas não são mais vistas há 50 anos – em vasos, canteiros e em muros verdes.

PANCS em paisagismo

Outro aspecto desde movimento de resgate de espécies nativas é o uso de plantas alimentícias ainda não exploradas pela agroindústria, as PANCS - Plantas Alimentícias Não Convencionais, para o paisagismo e as hortas domésticas.

PANCS

Muitas dessas plantas crescem espontaneamente, são supernutritivas e saborosas, além de serem muito mais fáceis de cuidar do que as ervas europeias tradicionais. É o caso da beldroega, a planta de florzinha rosa, que aparece nas duas fotos acima, da #hortadcoracao. E da taioba, no vaso laranja e no vaso de manteiga. E de muitas outras :-)

horta de apartamento

As soluções para hortas de varandas e apartamentos podem e devem ser aplicadas com espécies nativas e PANCS.

Horta de varanda

Afinal, por não requererem cuidados especiais, muitas espécies, como o caruru, ficam bem em vasos pequenos, ideais para espaços restritos.

Horta de varanda

Usar espécies nativas, ou espontâneas, traz inúmeras vantagens: por serem adaptadas ao clima do Brasil, são mais resistentes e exigem menos manutenção, e proporcionam equilíbrio entre a cidade moderna e a biodiversidade nativa. Em se plantando, tudo dá sim. Desde que seja nativo, ou adaptado. Experimente!

VÍDEOS: PAISAGISMO PRODUTIVO, FUNCIONAL E AUTOSSUSTENTÁVEL + PANCS


Se gostou do assunto, veja os vídeos acima :-) Veja também esse vídeo. Assim fica mais fácil entender como fazer o Paisagismo Produtivo. Aproveite e assine o nosso canal :-D

CURIOSIDADES E TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE PAISAGISMO PRODUTIVO
  • O que é paisagismo produtivo?
O paisagismo produtivo é a utilização ornamental de plantas que podem ser consumidas no prato. Em termos técnicos: paisagismo produtivo é um conjunto de técnicas de organização e composição de áreas externas e internas com vegetação, preferencialmente nativa, que possa servir de elementos ornamentais e também de alimento e insumos medicinais caseiros. O paisagismo produtivo também presa pela otimização dos recursos naturais, manutenção, espaços cultivados, irrigação e produção.

Um bom texto para começar a entender melhor o que é e como fazer, está aqui.

  • O que é paisagismo autossustentável?
Paisagismo autossustentável é aquele que consome aquilo que produz, não há sobras nem desperdícios. De maneira geral o paisagismo sustentável doméstico acontece quando temos plantas consumidas e seu lixo volta como adubo, após compostagem.

  • Como se faz paisagismo produtivo E autossustentável?
Escolhendo espécies comestíveis resistentes, aproveitando seus frutos, folhas, etc. Fazendo a compostagem dos resíduos, e devolvendo para a terra na forma de adubo.

  • Todo paisagismo produtivo é autossustentável?
Não. Se o ciclo não se fechar, ou seja, se não for feita a compostagem dos resíduos, entre outras ações, o paisagismo pode ser apenas produtivo.

  • Custa caro fazer paisagismo produtivo?
Depende. Você pode fazê-lo apenas com vasos e espécies doadas. Mas pode investir em automação e garantir uma maior produção, como fez Eder Cortez em sua horta de apartamento.

  • Quero saber mais sobre paisagismo produtivo, e também sobre PANCS o que faço?
Para mais informações sobrer PANCS, visite os sites Matos de Comer, e o Come-se. Outras fontes bacanas são os grupos do Facebook. Conheça o Hortelões Urbanos, e o PANCS. Para troca e doação de sementes, visite o Sementeria. Sobre paisagismo nativo e ecossustentável, o Ricardo Cardim oferece cursos.

O livro de PANCS, do Valdely Knupp, é uma fonte inesgotável de informações sobre espécies, e até receitas.

E continue acompanhando o Casa&Cozinha :-)


♥ Quando os portugueses aportaram em Pindorama (era este o nome da terra antes de ser rebatizada pelos invasores), Pero Vaz de Caminha escreveu carta ao rei contando das maravilhas de cá. "Em se plantando tudo dá." Peço que pare e tente visualizar: europeus chegando na praia, de frente para uma exuberante Mata Atlântica. E o valor de toda aquela profusa biodiversidade sendo ignorado, pois a terra só teria valor se aqui se cultivasse as plantas de lá. :-( Percebe, Ivair, a petulância?
♥ Imagens: Globo Rural, divulgação BBB, #hortadcoracao, The Horticult (com tutorial), Hometalk e Casa&Jardim.
Hortas e jardins: paisagismo funcional e autossustentável, paisagismo produtivo, e PANCS. Vem conhecer! Reviewed by Vivianne Pontes on 4/19/2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados ao Casa e Cozinha

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.