VEJA TAMBÉM:

cozinha

Para esquentar no friozinho: risoto (ou arroz cremoso) de talo de taioba!

Para esquentar no friozinho: risoto de talo de taioba!

Riosoto de talo de taioba é um delícia, sabia?!

O risoto meio que entra junto com o macarrão no ranking de comidas fáceis de preparar para quando o combo fome + preguiça de cozinhar resolve dar as caras, com o bônus de ser considerado mais chic comer um risoto do que o macarrão (não, não é ;-) mas é bom de qualquer jeito).

O risoto é um prato tradicional italiano e, tradicionalmente, os grãos de arroz usados para fazer um risoto são o arroz Arbório ou o arroz Carnaroli. Mas aqui no Brasil nem sempre é fácil encontrar esses grãos, e por isso a gente diz: é possível lançar mão do arroz agulhinha sem culpa. A única questão é que é necessário adicionar algum ingrediente para dar maior cremosidade (que é natural no Carnaroli e no Arbório).

(Continua achando um sacrilégio usar o arroz agulhinha? Então toma aqui uma curiosidade: os próprios italianos, no passado, mudaram um prato muito tradicional trocando o ingrediente pelo que havia de mais disponível. A polenta em sua criação não era feita de milho e sim de outros grãos. Com a descoberta das Américas - de onde o milho é original - é que a farinha de milho de popularizou na Europa e passou a ser usada como opção para a polenta. Tanto foi que hoje nem se pensa em polenta com algo diferente de farinhas de milho. Se você continua achando sacrilégio, tudo bem chamar de arroz cremoso ;-D)

A verdade é: o risoto (ou arroz cremoso) é um prato que combina (e muito bem) com o nosso “frio” brasileiro. Cremoso e quentinho, é um conforto em noites que pedem mangas compridas.

Daí você tá aí pensando: “mas risoto de talo de taioba??!”. E nós respondemos: sim, sim! A taioba é super nutritiva e essa é uma opção barata, saudável e prática de se preparar. E é um prato delicioso. E você vai estar aproveitando uma parte da planta super saborosa que poderia estar indo pro lixo :-O

Ah! A gente ainda te conta mais uma coisa boa: para essa receita, você pode aproveitar aquele arroz que já tá velho na geladeira e o qual você não aguenta mais ver a cara. ;-)

♥︎ Já mostramos aqui como aproveitar outros talos na cozinha. E não precisa nem explicar o quão bacana é diminuir o descarte de alimentos, né :-)?

♥︎ Ah, a taioba (principalmente ao usar uma parte menos convencional ainda) é uma PANC (Plantas Alimentícia Não Convencional)!

INGREDIENTES: RISOTO DE TALO DE TAIOBA


Para esquentar no friozinho: risoto de talo de taioba!


  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva OU manteiga
  • 1/2 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 xícara de chá de arroz cozido
  • 2 talos de taioba
  • 3 colheres de sopa de requeijão cremoso OU requeisoy
  • Sal e pimenta do reino moída a gosto

COMO FAZER: RIOSOTO DE TALO DE TAIOBA

Para esquentar no friozinho: risoto de talo de taioba!
  • Descasque os talos de taioba - além de fácil, é um processo bem gostosinho :-) - e corte em pedaços. A gente gosta de cortar na diagonal (que nem na foto acima), fica com mais cara de chef :-P
  • Em uma panela, refogue a cebola e o alho com o azeite de oliva OU a manteiga. Acrescente os talos e deixe refogando mais um pouquinho.
  • Acrescente o arroz cozido e misture. Adicione a água fervente, o requeijão OU requesoy e misture.
  • Por fim, coloque sal a gosto (acrescente aos poucos; primeiro apenas uma pitada e vá provando) e a pimenta do reino moída e sirva!

Rendimento: 1 porção grandes
Tempo de preparo: 20 minutos
Dica: Sirva com queijo ralado ou Nutritional Yeast.

PERGUNTAS E RESPOSTAS: CURIOSIDADES E TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A TAIOBA
  • O que é taioba?
Taioba (Xanthosoma sagittifolium), também conhecida por orelha-de-elefante, macabo, mangarás, mangará-mirim, mangareto, mangarito, taioba, taiá ou yautia, é uma espécie da família das Araceae, originária da América Central.

A taioba tem muitas semelhanças com o cará / inhame / taro, e embora seja mais comum comer o cormo (batata) do cará e a folha da taioba, o contrário também é possível :-). E os talos - parte usada na receita acima - também são comestíveis :-)

  • Como reconhecer a taioba comestível? É verdade que existe taioba brava venenosa?

Fica bem mais fácil saber qual é a taioba verdadeira e qual é a falsa, olhando o desenho acima, que preparamos pra você :-D

  • Posso fazer suco com taioba crua?
As taiobas costumam ter alta concentração de ácido oxálico, que causam irritação, "pinicam" tanto a mão quanto a boca. Isso pode não acontecer, mas é sempre um risco. Então a resposta correta é: você NÃO DEVE fazer suco ou ingerir taioba crua.

  • Por que devo cozinhar a taioba?
Pra evitar a irritação por ácido oxálico. Ao cozinhar você degrada esta substância (que além de tudo é um antinutriente, pois diminui a absorção de cálcio pelo organismo).

Tecnicamente: cristais de ácido oxálico estão geralmente sob a forma di-hidratada (H2C2O4. 2H2O). Durante o aquecimento, as moléculas de água são libertadas do cristal. O ácido oxálico anidro se decompõe em dióxido de carbono (CO2), monóxido de carbono (CO) e de água (H2O).

  • Qual a forma mais eficiente de eliminar os antinutrientes da taioba?
Cozinhando na água ou refogando. É a temperatura que degrada os oxalatos, portanto nem precisa de (muita) água.

  • O que devo fazer se a taioba irritar minha pele ou boca?
Para diminuir o incômodo, lave com bastante água e sabão, e tente não esfregar. Se a irritação for na boca, beba bastante água. A alergia deve passar em algumas horas. Se não melhorar, procure um médico.

  • Quais são os benefícios e características nutricionais da taioba?
A taioba conta com os benefícios da vitamina A, B e C, do cálcio, ferro e fósforo.


Para esquentar no friozinho: risoto (ou arroz cremoso) de talo de taioba! Reviewed by dcoracao.com - redação on 6/17/2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados ao Casa e Cozinha

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.